terça-feira, 28 de agosto de 2012

Tudo o que este blog podia ser, mas não é #2

Outra pesquisa que não envergonha ninguém e que já fez leitores chegarem até esta humilde barraca é a seguinte:

Professoras boazonas

Pois é, diz que há muito boa gente a pesquisar professoras boazonas por essa internet fora. E juro-vos que eu até percebo. Pela parte que me toca (e que eu me lembre de momento) acho que nunca tive uma professora boazona. Daquelas que a senhora explica a matéria e nós nem a estamos a ouvir tal é o interesse em apreciar a beleza. Lembro-me de ter tido uma professora de Português muito gira, era assim loira e tinha os olhos azuis, alta e magrinha, mas isso foi no 5º e no 6º ano e a distância temporal não ajuda a recordar ao pormenor. Possivelmente era boazona, se não era não devia andar longe disso. Depois disso acho que nunca mais apanhei alguma cheia de pinta, ao melhor estilo Cameron Diaz em 'A Professora Baldas'. Por isso não condeno quem procure na internet o que não tem direito de ver nas salas de aula. Se pesquisassem sobre professoras taradonas, aí sim, já tenho assunto para vocês. No secundário tive muitos anos uma directora de turma que adorava puxar o assunto para a porcalhice, contando, inclusive, parte da sua vida afectivo-sexual (medo). A última descarada que apanhei já foi na faculdade. Uma jóia de mulher, que não perdoava um atraso de 5 segundos às meninas, marcando logo falta, mas que se derretia quando os rapazes entravam no laboratório, mesmo passados 20 minutos do tempo suposto. Ainda me fez rir até às lágrimas durante um exame prático. Não era boazona, mas não se pode exigir tudo de uma vez, não é verdade?

2 comentários:

Roxanne disse...

eu tive uma... nas primeiras 2 semans de aulas, os meninos ocupavam as 3 filas da frente a babarem... até que a sra se lembrou de começar a fazer perguntas e eles desistirem de ir às aulas dela...

pelos vistos, ser boazona não compensava o esforço!

Interessado disse...

Claramente a indústria cinematográfica (aka pornográfica) não se inspira no corpo docente feminino das escolas portuguesas (pelo menos nas minhas)...