quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

Folheava eu uma revista do social (sim, por vezes permito-me a esses momentos de não-tenho-mais-nada-que-fazer) quando me deparo com algo no mínimo estranho. Uma foto de família, todos em pose, com alguém estranhamente a apertar o pescoço de um bebé.



Como podem ver não estou a exagerar. Mirei novamente a fotografia e pensei que não havia necessidade de enrolar as mãos simulando o estrangulamento à criança. Mas cada um aparece nas revistas como quer ou como pode, talvez o fotógrafo estava com pressa e não deixou repetir o retrato. Decidi prosseguir na minha interessantíssima leitura, viro a página e fico completamente esclarecido em relação à necessidade do aperto do pescoço.


Havia necessidade?

6 comentários:

60 Sinais disse...

O senhor ficou nervoso...a fama faz isso às pessoas...ele deve ter pensado que se o Michael Jackson metia o filho pendurado de uma varanda e vendia discos que se fartava...apertar o gasganete da crianças só traria beneficios...para além de lhe dar o badagaio --'

Roxanne disse...

o puto além de mto pequeno para segurar a cabeça, estava (pelo menos na segunda foto) a dormir profundamente! nao era melhor pegarem-lhe ao colo normalmente em vez de se fazem de tótós?

Roxanne disse...

já agora, é suposto conhecermos essa gente do social?

Johnny disse...

Roxanne, claro que não é suposto. Pessoas destas não interessam a ninguém.

S* disse...

Coitada da criança!

Ca disse...

ahahaha que amor o bebé! (e o q ele já tem q aturar :o)