terça-feira, 3 de agosto de 2010

Se há coisa que me irrita é estar em pleno Algarve, ir a um restaurante e apresentarem-me a ementa nos idiomas mais variados. Ele é inglês, ele é espanhol, ele é alemão, ele é francês e, com alguma sorte, ele é português - essa língua que quase ninguém fala, muito menos em Portugal! Muita vez acontece os grandes queridos que são os empregados de mesa falarem connosco em inglês e, depois de reparem que afinal somos tugas, dizerem "ai peço desculpa, mas pareciam-me mesmo ingleses". Pois, até podiamos ser, mas não seria a mesma coisa. Empregados de mesa do Algarve, se me estão a ler (se não estão, deviam) atentem no que vos vou contar: é certo que os ingleses apanham escaldões, que ficam que nem pimentos, mas nós, portugueses, também podemos sofrer desse mal e ficar mais rosados do que o costume, o que não faz com que troquemos de nacionalidade. Continuamos a ser os mesmos, só que mais corados e a falar a mesma língua que, por acaso e só mesmo por acaso, também é a vossa. Não, não ficamos ao sol a estorricar só para depois vos confundirmos quando aparecemos no restaurante todos encarnados. Não somos assim tão maus. Atentem só nos seguintes pormenores que facilmente nos diferencia da estrangeiragem que por cá habita nesta altura: não jantamos às 6 ou 7 da noite e não somos loiros-quase-branco. Ah! E outra coisa: nós estamos no Algarve e não no Allgarve.

2 comentários:

MissGummyBear disse...

Ainda há pouco tempo estive no Algarve e isso foi uma das coisas que me deixou absolutamente irritada. Quando eles vinham falar comigo em Inglês eu virava-me sempre para a minha mãe e dizia: Mão, tens de falar em inglês porque este senhor não sabe falar português. E eles ficavam muito embasbacados: Não não, eu falo português. E muito espingardota, eu respondia: ah, assério? É que aqui parece ser raro.

Eu sei que sou má, mas chega a um ponto em que satura pá.

MK disse...

Experimenta juntar pessoas com origens diferentes e que as aparentem. Espectáculo. Vamos a um restaurante e nunca falam com a minha mãe porque olham para ela, chinesa, e nunca dizem nada. Para não se dirigirem às crianças falam com o meu pai em inglês. Depois brincamos. O meu pai responde em inglês "puro", a minha mãe fala com ele em chinês e eu e os meus irmãos falamos em português entre nós e com os nossos pais. Não há melhor para enganar o empregado.

Para além de que se falares em inglês há muitos que servem/atendem melhor do que se mostrares que és português.