quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

Um dia faço as malas e emigro

Há dias em que só me apetece lançar-me de cabeça a um trabalho no estrangeiro, fazer as malas e ir embora sem olhar para trás. A conversa é sempre a mesma, mas é incontornável dizer que este país está cada vez pior, que oportunidades de jeito para os recém-formados são nulas e blá blá blá. E sim, eu já nem falo em oportunidades, mas sim oportunidades de jeito, porque oportunidades até vão aparecendo, podem é ser longe do ideal ou do minimamente aceitável. É frustrante investir tanto na formação e depois, quando tudo acaba, perceber que já nem isso garante um posto de trabalho. É mau não ter outro remédio que aceitar propostas que até podiam ser excelentes ou mais do que isso, não fosse o facto de virem com a conversa do não remunerado atrás. Tenho medo que esta condição de não remunerado me persiga por mais tempo do que aquele que estipulei. Odeio pertencer a uma geração em que as pessoas se sentem as mais orgulhosas por lhes serem atribuídas oportunidades no mercado dos estágios não remunerados, que isto agora conquistar um posto não remunerado já não é para todos e, dada a conjuntura actual, ver-me a festejar isso como se tivesse sido contratado para um trabalho a ganhar 2500€ limpos com telemóvel e seguro de saúde como regalias. Hoje apeteceu-me mandar tudo à fava. Mas depois fui ao ginásio e a minha fúria (quase que) passou. 

4 comentários:

Marta FG disse...

Muita força amigo da blogsfera!
Como te percebo...pois muitos dos meus amigos, ex colegas e familiares fizeram o mesmo...

Anónimo disse...

As pessoas não se sentem orgulhosas, sentem-se gratas pela oportunidade. Pelo menos dá experiência com a qual podemos avançar para um futuro noutro país. Porque não quererem recém licenciados com zero experiência prática é um mal geral, não só de Portugal.

Anónimo disse...

É bom ver como os jovens sonham com o emprego ideal e com um percurso perfeito :). Deixa-me só dizer-te... o caminho é duro! As oportunidades não aparecem de um dia para o outro. Tal como tu, recém licenciado e sem experiência, existem milhares! É preciso lutar, agarrar as oportunidades, mesmo não sendo aquelas com que sonhamos, dar o nosso melhor e esperar (e a espera nem sempre é pequena) que um dia cheguemos lá (ou pelo menos, lá perto).

Doce disse...

Também não podes pedir para ser logo chefe de alguma coisa! Os patamares superiores são melhor geridos com pessoas que passaram por baixo. E isso de ganhar 2500€ limpos no estrangeiro e blá blá blá é tudo uma chachada. Eu estive a viver em Londres durante algum tempo e quando me dizem que vão para o estrangeiro ganhar 2500€ quase que aposto que ainda nem viram preços das casas. Um quarto com condições mínimas para alugar num apartamento em Londres custa o mesmo que custa um T2 ou T3 em Portugal. Para teres televisão precisar de pagar imenso dinheiro por ano. E já não falo da alimentação e transportes!