quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

Team Green

Não sei a NBC anda a fazer de propósito, mas nas duas últimas temporadas que têm passado pela Sic Mulher a equipa verde tem sido a minha preferida. Não é preciso ver muitos episódios para topar à légua quais as boas pessoas que estão no rancho. Na 7ª temporada a Tara chamou-me à atenção pela personalidade e pela força de vontade inigualável. Depois ainda me foi conquistando mais ao longo do tempo por se mostrar uma pessoa com bom carácter. Não tinha maldade nem alinhava em esquemas manhosos para garantir mais uma semana no rancho, nem dizia mal de ninguém. Tinha espírito competitivo, mas não andava ali a lixar ninguém. Estava ali por ela e a cada semana que passava mostrava ao resto do grupo que os esquemas deles não a derrubavam (olha p'ra mim sempre above the yellow line). Tive pena de ela não ter ganho. Com a Abby não precisei do segundo episódio para lhe fazer uma radiografia. Bastou-me vê-la a contar a sua triste história de vida e a mostrar-se cheia de fé, quando aparentemente não tinha um motivo para se esforçar mais ou para esboçar um sorriso. Ela é a prova que uma enorme atrocidade nos pode deitar abaixo, mas não nos pode vencer. Por isso, SIC, se me estás a ler, cuidado com os concorrentes que escolhes para a equipa verde. Não quero cá desilusões.

Tara Costa - 7ª Temporada

Abby Rike - 8ª Temporada

2 comentários:

Meio Cheio disse...

Opah eu nunca consigo ver os episodios de seguida...então fico toda trocada com quem está e quem foi embora. Mas como eu amoooo o programa!! E sim...os verdes têm sido de grande força...é esperança =)

Lima e Tequilla disse...

A história de vida desta senhora mete respeito e sem dúvida que nos faz reflectir bastante sobre como nós tomamos as coisas por garantidas. Nada na vida é garantido. Admiro imenso a Abby por ter arranjado forças para continuar.