sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

Para ser escravo é preciso estudar

Pelo menos é o que diz a nova música dos Deolinda. E com toda a razão. Cada vez tenho mais medo do mercado de trabalho, ou melhor, da falta dele. Daqui a um ano e tal não quero dar por mim ao computador a enviar currículos para todo o lado sem obter respostas ou a passar os dias de volta dos classificados. Infelizmente é essa a realidade de muitos jovens da minha geração. Ou isso ou então fazer um estágio profissional não remunerado. Parece que agora está muito na moda não cumprir a lei e explorar os licenciados acabados de sair da faculdade com o canudo na mão, ainda verdes.

É por isto que eu gosto dos Deolinda. Eles conseguem tocar na ferida. Retomaram o que há muito não se fazia: música de intervenção. E esta música é com certeza o hino de muita gente, o hino da minha geração. E eu espero que a história se inverta rapidamente para não me vir a identificar muito com ele.


2 comentários:

Meio Cheio disse...

Vamos esperar que em breve não passe de musica que nos recorda velhos tempos. Mas actualmente é mesmo isso...a realidade! curriculos enviados ao acaso quase. Só te posso desejar boa sorte...quem quer consegue =)
Beijo*

Roxanne disse...

a música é mesmo fantástica!