sábado, 22 de janeiro de 2011

Episódios negros que marcam uma infância

- Ter tamagotchis (Se bem que não duravam muito. Não sei se era o raio das pilhas, se era eu que não tinha vocação para alimentar os bichos)
- Usar calças de bombazine larga
- Usar panamá
- Ter medo do cadeirudo
- Dançar e fazer playback dos Excesso numa festa da escola

Como é que superei estas (e muitas mais) atrocidades, tornando-me numa pessoa sem (muitos) traumas? Como?

6 comentários:

Fi disse...

Como eu gostava dos tamagotchis! Mas também sofri desse mal de durarem pouco.

Roxanne disse...

ajuda, à tua dor, dizer te que dancei em publico SPice Girls? :P

Johnny disse...

Haja alguém que me compreenda. Momentos constrangedores e inocentes ahah

Tiago Daniel disse...

como conseguiste superar essas adversidades?
Com a ajuda do 'Dragon Ball' e as 'Navegantes da Lua', certamente. u.u

e, hey, eu, em todas as festas da escola, era o Ken desse hit que era o 'Barbie Girl'. Muita auto-psicoterapia tive eu de fazer para me poder recordar desses momentos sem sentir a necessidade de me enclausurar num qualquer mosteiro tibetano XD

Perigosa disse...

Não sei o que é panamá..
A minha infância fica assim um bocadinho mais cor de rosa.

BjOcAs miguh (linguagem estupida dos actuais adolescentes)

Maria. disse...

Ah ah. Quanto aos tamagochis tenho que discordar de ti. Eu tinha e adorava aquilo. Era a loucura. Mas sou solidária contigo e digo-te que eu na escola primária dançava spice girls. Um bocado pior que excesso.