quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Considerações finais

Depois de dois dias de congresso é altura de se fazer um balanço. E não, não vou fazer aqui um apanhado geral do que se falou, descansem. O que vou aqui falar diz respeito a assuntos extremamente importantes em qualquer congresso como os brindes e o coffee break. Ora em relação ao primeiro ponto, vai uma pessoa a um congresso para receber canetas e bloquinhos de notas? Não havia nada pior para dar? Não deu para inovar mais do que isso? Nem que fosse um vale de desconto numa loja de indianos no Martim Moniz. Aí sim, uma pessoa dizia 'eiishh ainda bem que cá vim!'. Outro assunto deveras importante é o coffee break, também conhecido como a hora que toda a gente anseia ou ainda conhecido como o intervalo para os acepipes. Então admite-se que os sumos acabem? Nada de sandes, só miniaturas de bolos de pastelaria? Pão de leite com pão de leite e croissant recheado de... croissant? Hmm? Para a próxima um lanchinho em condições que a malta não vai ali (só) para ouvir palestras. É na hora do comer que se avalia a qualidade de um congresso.

Por fim, deixo aqui algumas pérolas proferidas pelos Professores Doutores, Chefes do Departamento da Conchichina, Membros Associativos de Sei lá o Quê que discursaram no congresso. Autênticos rasgos de iluminação que dariam mote a debates no mínimo interessantes tais como:

- O ciclo ovárico de uma ratinha é muito inconstante;
- Quanto mais pequeno melhor;
- O problema já é indicativo de um problema (foi neste momento que toda a plateia se sentiu elucidada e sem dúvidas a pairar na cabeça).

3 comentários:

Roxanne disse...

sao deveras esclarecedores, os professores!

Anónimo disse...

Quanto mais pequeno melhor refere-se a quê?
Só para saber...

guida disse...

LOL Com frases como essas era impossível não haver dúvidas. Terão eles a noção?!