quarta-feira, 11 de agosto de 2010

Dos avecs #2

Hoje na praia apanhei uma família de avecs. Lá andava uma miuda a correr de um lado para o outro e a mandar-me areia para a cabeça. A mãe reparava e repreendia-a. Dizia-lhe: "Jessica qu'est-ce que vous est faire?", "Jessica faites attention". E a pobre da Jessica continuava louca a correr e a passar a 2 milímetros da minha toalha e a encher-me de areia, até que a mãe lhe diz: "Jessica pára quieta já!".

E a pergunta que se põe é: havia necessidade? É que bastou um aviso em português e a miúda parou logo de me encher de areia.

2 comentários:

MK disse...

E o aviso foi "Jessica pára quieta já!".
Eu já apanhei uns quantos avecs na fila do pão e davam esses avisos em francês.
Em português? Era quando chegavam ao limite, berravam aos miúdos e numa frase só se ouvia asneiras, e o que não era asneiras era porque servia apenas para interligar as asneiras.

Tulipa Negra disse...

A questão não é a língua, é o tom que se usa. A criança reagiu foi ao tom, porque percebeu tão bem o francês como o português, ou até é capaz de ter percebido melhor o francês, por ser a língua que está mais habituada a utilizar no dia a dia. Aposto que o aviso em português foi num tom muito mais rígido do que os anteriores em francês.
Beijinhos